sexta-feira, 6 de setembro de 2013

Pensando na vida...

Hoje, minha manhã foi de muito serviço...

Ontem, quando estava lavando a louça do café ouvi uma água caindo embaixo da pia... Minha pia da cozinha é de duas cubas e ela toma um bom espaço na minha cozinha que não é grande e quando eu vi aquele espaço logo pensei num armário e foi o que fiz: coloquei uma prateleira e ali guardo apetrechos que só uso em ocasiões especiais, de um lado e, do outro lado, material de limpeza e higiene. Tem um tempinho que eu observei que a prateleira, que é de madeira, estava molhada... pedi o Mô para olhar e ele disse que não estava molhada não, nem tinha porque estar molhada. Pois não é que o cifão estava furado e deixando passar água aos pouquinhos e ontem ele abriu de vez, formando uma cachoeira no armário!
Pedi ao Mô pra passar na casa do rapaz que faz reparos aqui em casa e ele disse que não era o caso, uma coisa assim tão simples ele mesmo resolvia... não gostei nadica disso, mas fazer o que? Hoje, fomos ao alongamento e depois cuidar do serviço. Graças a Deus ele arrumou direitinho, sem lambança... a limpeza foi porque empoçou água e tudo o que estava na prateleira de baixo sujou... enquanto ele limpava o armário, eu lavava os apetrechos e aproveitei pra retirar um monte de tralhas que não iam servir pra nada. Como se junta coisas, né?

 Amanhã é feriado, mas pra mim está perdido, pois o Mô vai trabalhar amanhã e domingo, pois vai precisar folgar na quinta pra levarmos minha mãe ao cardiologista... Se o tempo ajudar, vou aproveitar a praia, renovar o bronzeado que está pra lá de desbotado!

E, pra terminar, deixo uma reflexão que eu acho muito bonita:


Morre lentamente quem não viaja, quem não lê, quem não ouve música, quem não encontra graça em si mesmo. Morre lentamente quem destrói seu amor próprio, quem não se deixa ajudar. Morre lentamente quem se transforma em escravo do hábito repetindo todos os dias os mesmos trajetos, quem não muda de marca, não se arrisca a vestir uma nova cor ou não conversa com quem não conhece.
Morre lentamente quem não vira a mesa quando está infeliz com seu trabalho, ou amor, quem não arrisca o certo pelo incerto para ir atrás de um sonho, quem não se permite fugir dos conselhos sensatos...

Viva hoje! Arrisque hoje! Faça hoje!
Não se deixe morrer lentamente! Não se esqueça de ser feliz!
- Pablo Neruda -


Pra quem vai poder aproveitar, BOM FERIADO!


3 comentários:

✿ chica disse...

Tetê essa da pia vazando é fogo, armário todo ensopado. Sei bem. Dá vontade de chamar alguém pra deixar tudo limpinho logo!

E que pena que teu marido estará trabalhando. Tomara possas aproveitar a praia! Isso vale muito!

A reflexão é linda! beijos, lindo feriado e fds! chica

Clau disse...

Oi Tetê :)
Que manhã agitada a sua hein?!
E vc tem razão,como se junta coisas!
De vez em quando é bom dar uma reciclada em tudo.
Olha,eu adoro esse poema do Pablo Neruda...
Quem tem medo de enfrentar o novo e
encarar desafios,certamente morre lentamente...
Bjs \o/

Imaculada disse...

Olá Tetê!
Já passei por aqui e não consegui publicar comentário.
Amei esse novo espaço, é sempre muito bom te ler!
Estou aqui refletindo esse texto...
com é verdadeiro.
Abraços amiga! Boa noite e amanhã aproveite bastante a praia.