sábado, 7 de setembro de 2013

Independência a conquistar

Uma nação não sobrevive se for metade rica e metade falida. Franklin Roosevelt

Há 191 anos o Brasil constituiu-se como nação independente, livre de Portugal. O “Sete de Setembro” é o Dia da Pátria e deve ser um momento de reflexão sobre a consolidação da nossa independência definitiva.
Devemos nos indagar se todos os brasileiros já têm oportunidades iguais para uma vida cidadã... devemos nos perguntar se o abismo entre os muito ricos e os mais pobres diminuiu... devemos nos interrogar sobre o porquê de algumas rádios e tevês desvalorizam nossa própria criação artística... devemos questionar o individualismo que nos leva a desconhecer nossos patrícios... devemos, por fim, superar o que o escritor Nelson Rodrigues chamava de “complexo de vira-latas”, sem vergonha de sermos brasileiros! Chico Alencar, no livro BR-500 – Um guia para a redescoberta do Brasil.


A Independência não é um momento, apenas,
um grito que ecoa, um ato isolado de bravura...
A Independência é uma conquista de cada dia,
é uma reafirmação constante e paciente que
se constrói lentamente...
A Independência é o desamarrar dos laços
que, constantemente, envolvem nossa coragem
 que vacila para de novo proclamar
a ventura de ser livre! Marieta Borges Lins e Silva




7 comentários:

✿ chica disse...

Lindo texto e temos realmente MUIIIIIIIIITO a caminhar e conquistar,m pois aqui nem JUSTIÇA temos! beijos,tudo de bom, lindo domingo! chica

Clau disse...

Oi Tetê :)
Estou aproveitando o feriado pra descansar!
Gostei do post reflexivo...
Ainda temos muita independência a conquistar.
Bjs \o/

Ane disse...

Menina,estou em outro computador e não estava conseguindo comentar,mas agora sim!Realmente a independência nos leva a muitas perguntas,será que somos realmente independentes?Post pra pensar o seu,gostei!Bjos!

Luma Rosa disse...

Oi, Tetê!
Na minha visão pessoal, eu acho que o dia 07 de Setembro foi o dia da independencia de D. Pedro e a nossa independencia passou a se concretizar em abril do próximo ano, quando vários elos com a coroa começaram a ser cortados.
Chico Alencar foi co-autor junto com o meu primo Marcus Venício Ribeiro em seus primeiros livros publicados. Muito da História do Brasil aprendi com o meu primo e em seus livros.
Somo um país bem novo se comparado com outros países e temos uma história bem dígna, ao contrário do que os especuladores contrários ao Brasil pronunciam.
Eu amo o meu país e ainda quero vê-lo realmente liberto!
Beijus,

Anne Lieri disse...

Lindo texto,Tetê!E cada vez mais temos que lançar fora os laços que aprisionam a nossa Patria.Nesse momento se chama CORRUPÇÃO, o que está atrapalhando a gente!...rss...bjs,

MARY AM disse...

Oi,Amiga Tetê! Tudo bem com Vc?!
Como foi de Feriado?
Como vc mencionou,eu não tenho postado no Blog do "Casal de Lobos"!
Qdo Pipinha morreu ,eu quis postar lá e não lembrava do EMAIL e da SENHA!!! KKkkkk! Depois achei! Mas já esqueci! Vou ver se descubro de novo, e postar algo lá ! Um CONTO meu ,talvez! RSSS...
"Sorria sempre! Pois teu sorriso pode deixar o dia de quem te cerca , mais alegre , colorido e ensolarado!"
Uma Linda Semaninha!
Bjinhossss, MARY.

Anne Lieri disse...

Um excelente e reflexivo texto!Não é porque o governo faz algumas burradas que não podemos amar nosso país!São coisas distintas e temos que construir a nossa independencia desse modelo de democracia que dá espaço á corrupção.Isso se faz aos poucos!bjs,