segunda-feira, 17 de agosto de 2015

Ética, prazer e alegria

Ensinavam os filósofos gregos que o fim último da ética é a busca pelo Supremo Bem - em outras palavras, a busca por uma vida orientada pelas ações que sejam em si mesmas boas. As escolhas virtuosas devem se orientar pela busca da adequação entre o que fazemos e o nosso sentimento de bem estar; a boa ação deveria ser orientada para evitar as tristezas e preservar a alegria.


No mundo há muitas armadilhas e o que é armadilha pode ser refúgio e o que é refúgio pode ser armadilha(Ferreira Gullar).

Para muitos filósofos, a ética se insere na jornada existencial das pessoas sábias pela busca de uma vida prazerosa e alegre.
Flávio Tonnetti e Arthur Meucci 


6 comentários:

✿ chica disse...

A ética deveria sempre nortear relações ,sejam quais forem! Pena, nem sempre a vemos! beijos, linda semana!chica

Anete disse...

A ética deve trazer proteção e respeito!
Gosto do escritor F Gullar...

Uma boa noite... Beijos e boa semana, Tetê!!

Clau disse...

Bom dia Tetê,
A ética deveria servir de base para
as relações humanas,
mas infelizmente
nem sempre isso acontece...
Beijos :)

Roselia Bezerra disse...

Olá, querida Tetê
De todas as armadilhas, Deus nos livra com lealdade...
Bjm fraterno

Poções de Arte disse...

Bom dia, Tetê!
Por isso devemos sempre estar em comunhão, pois "há caminhos que ao homem parecem direitos, mas o fim é a perdição".
Bela postagem!
Que Setembro seja lotadinho de bênçãos.
Abração esmagador.

Bell disse...

Vou conferir o álbum.

bjokas =)