segunda-feira, 22 de maio de 2017

Atrasadinha, mas vim brincar com a Chica!

Mais um sábado, mais um BRINCANDO COM A CHICA! A cada semana Chica nos dá mais uma palavra bem sugestiva:


Hoje em dia minha letra é elogiada, mas pouca gente sabe a “saga da letra bonita”...
Essa história começa em 1959. Eu tinha 4 anos, frequentei três meses do Jardim de Infância e (claro!) só desenhava e coloria e isso foi considerado por minha avó materna um absurdo! Deixei a escolinha e ganhei lápis preto, borracha, apontador e um caderno de caligrafia.
Vovó viu a uva; Ivo viu o ovo; Eva viu a ave e a mais tradicional: Eu amo o Brasil. Frases que eram repetidas em cada pauta dupla (ou bitola) e quando a mão pequena e cansada saía do trilho... a borracha entrava em ação e tudo precisava ser repetido! Não foi fácil não, viu?

Caderno de caligrafia para melhorar a letra.


Quando eu estava no Curso de Formação de Professores (Curso Normal), o tal caderno de bitolas foi condenado e eu até achei que tinha entrado em desuso, mas há pouco tempo vi o tão temido caderno de caligrafia numa papelaria aqui na cidade. Alguma professora de plantão sabe me dizer se voltaram a usar tal recurso?
Nessa imagem que eu consegui, a professora usa até uma hashtag... deve ser atual! No meu ponto de vista, a letra precisa ser legível, não precisa se enquadrar num “padrão de beleza”. Fiquei até curiosa e vou procurar saber sobre isso!


6 comentários:

✿ chica disse...

Tetê, que bom vieste! E com tua letra bem bonita, mesmo que tenha sido uma saga pra tê-la! Valeu! E sabes? Acho que os cadernos de caligrafia deveriam voltar. Hoje temos criançada com cada garrancho!!! Dio!!! Obrigadão! bjs, linda semana!

Anete disse...

Oi, Tetê...
Vi o seu comentário no Vida & Plenitude e gostei MUITO!
Caligrafia? Hummm, fiz muita!
Participou bem!!
Bjs

Gracita disse...

Uma saga sofrida mas com um resultado ímpar né amiga.
Uma lera linda resultado do esforço
Hoje não se usa mais caderno de caligrafia nas escolas mas deveria porque as letras estão cada dia mais ilegíveis
Beijos e uma feliz semana

Toninho disse...

Uma boa semana com alegria e paz Tetê.
E como me lembro dos cadernos de caligrafia e não tive jeito amiga.
Bom vir brincar sempre há tempo.
Meu abraço.

Sileni Machado disse...

Oi Tetê, na minha escola era obrigado a ter o caderno de caligrafia. Estudei nesta escola por 8 anos e por 8 anos fiz caligrafia! Fiquei tão bitolada que tenho horror, até hoje, de letra inelegível e ai de mim se faço letra feia ou garrancho! Rs
Imagino o que vc passou, mas a sua letra é linda e valeu todo o esforço!
Bjs, feliz semana! ♥

Lucia Silva disse...

Eita, também tive que praticar no caderno caligráfico para melhorar minha letra. Quando fui contratada no município para lecionar, o funcionário questionou como eu ia dar aula com aquela letra tão feia. Tive ódio, mas foi uma injeção de ânimo para eu tomar a atitude de mudar a letra e hoje tenho uma letra, segundo minhas amigas, bonita e legível. Adorei sua participação dessa semana, beijos carinhosos!