sexta-feira, 29 de julho de 2016

Você na multidão

Quando você anda pela rua, topa com uma infinidade de pessoas de toda classe e condição, as quais revelam em seus rostos diferentes disposições de espírito.
Uns com rosto sorridente, cheio de felicidade: saíram-se bem num negócio, tiveram sorte num assunto; receberam uma grata notícia, encontraram alguém de quem gosta. Outros denotam preocupação: têm problemas familiares que os perturbam, situações econômicas oprimentes, desgostos com os amigos, insegurança em seu trabalho. Outros dão a impressão que vão olhando para frente e para as alturas: têm projetos, ideias, planos que desejam realizar; e isso lhes dá força e otimismo.
É digno de compaixão aquele que se “chateia com a vida”, que não faz nada nem tem planos de fazer algo; aquele que não tem vitalidade, que não encontra objetivo para a sua existência, para quem a vida carece de sal. Isto é triste...
Olhe-se no espelho e diga-me como é que você se vê!
Alfonso Milagro


Eu sou do tipo que, apesar dos problemas - quem não os têm? - sigo olhando pra frente e para as alturas porque confio em Deus e nele deposito minhas esperanças! Que possa ser assim com você, também!


2 comentários:

✿ chica disse...

Problemas sempre aparecem...Olhar em frente é o melhor, acreditar e resolver...beijos, de volta, chica

Zizi Santos disse...

Quem não tem problemas, chateações?
eu tb observo os rostos na multidão
cada um tem sua expressão de viver
estampada no olhar.
Seguem a vida, e não tem um prumo
quando descobrirem, certamente
mudarão seu semblante e suas vidas
irradiarão uma luz de Paz.

bjs