segunda-feira, 25 de julho de 2016

Ética e felicidade

Poderia a felicidade fundamentar eticamente as nossas ações? Parece razoável que exista uma ligação entre o bem e a felicidade, porém, essa associação aparente pode ser facilmente questionada quando analisamos as ações morais com maior atenção.
Os atos heroicos ao salvar companheiros em campos de batalha, a coragem dos policiais que arriscam suas vidas para salvar outras ou a sinceridade do pai e do professor que tem que dizer verdades para quem não as quer ouvir são provas de que nem sempre agimos pensando na felicidade, pois podemos arriscar nossa vida e nosso bem-estar no intuito de cumprir um dever ético.
Se a busca da alegria fosse o motor de nossas ações, então a natureza seria incoerente; se o importante é agir bem, ela deveria nos privar da razão e nos dar respostas programadas para a vida, como acontece com os outros animais. Mas, se desenvolvemos a habilidade de pensar é porque nossas ações não devem ser pautadas nos instintos. Muitas de nossas deliberações morais colocam em risco nosso conforto e nossa alegria ou mesmo a nossa própria vida.
Viver com ética é seguir raciocinando sobre a própria vida e sua relação com os outros.
Flávio Tonnetti e Arthur Meucci


5 comentários:

Anete disse...

Importante reflexão! Ser feliz e semear felicidade nos corações, relacionamentos é uma questão de escolha... Para isso, precisamos raciocinar, pensar, desejar... Decidir!
Ninguém é feliz sozinho... Fazer o bem faz parte da felicidade!!
Um bj

Bell disse...

Um ótima reflexão!

bjokas =)

Mirtes Stolze. disse...

Boa noite amiga.
Uma bela reflexão. Devemos fazer o bem e o próprio bem nós da a satisfação do dever comprido. Mas eu vou lhe confessar fazer o bem sabendo que está colocando a vida em risco é bem difícil. Uma linda semana. Enorme abraço. Obrigada pela oportunidade de ler essa belíssima postagem.

Mariangela do lago vieira disse...

Que linda e verdadeira essa reflexão.
Ninguém é feliz, se também não fizer feliz o irmão!
Amei amiga!
Beijos,
Mariangela

Zizi Santos disse...

Sábias palavras!
que podemos colocar em prática!
a alegria é o caminho da felicidade rumo a ética.
mas os perigos existem
e toda cautela também é necessária!
Atentos sempre
bjs